Economia de Malta: conheça os principais setores financeiros do país

O arquipélago de Malta é composto por 3 ilhas habitáveis e é um dos países mais promissores economicamente da Europa. Clique aqui e saiba mais!

O território maltês foi habitado por diferentes povos desde a sua descoberta. Nos últimos anos, o arquipélago ganhou ainda mais evidência pelo turismo no local, um dos principais fatores que contribuem para o crescimento financeiro do país.

Em 2018, o PIB per capita da Ilha de Malta atingiu a marca recorde de 31.560.142 USD, caindo para 28.898.396 USD em 2020 – provavelmente, devido à pandemia da COVID-19.

A seguir, entenda como funciona a economia de Malta e quais são os principais setores financeiros da região.

economia de malta

Turismo em Malta

O setor terciário da economia, correspondente a ofertas de mercadorias e serviços, é o principal setor da economia de Malta, representando mais de 80% do PIB do país.

Nos últimos anos, Malta se tornou um dos principais destinos dos viajantes para aproveitar o verão europeu. As temperaturas elevadas e dias ensolarados recorrentes, é difícil não aproveitar um dia de praia durante o verão maltês.

Devido a pandemia da COVID-19, as fronteiras do país foram fechadas – o que reduziu bastante o turismo na região. Porém, antes dessa situação, o país estava em alta nesse setor. Estatísticas indicam que mais de 400 mil turistas visitaram a ilha no primeiro trimestre de 2018, o equivalente a mais de 18% em comparação ao ano anterior.

Alguns dados indicam que mais de 2 milhões de turistas visitam a ilha anualmente, impactando diretamente cerca de 30% no PIB de Malta.

A arquitetura excepcional do arquipélago encanta quem passa por lá, que está fortemente relacionada aos Cavaleiros da Ordem de São João de Jerusalém, aos templos megalíticos – ou seja, criados com grandes blocos de pedra em construções pré-históricas –, às incríveis falésias calcárias, além de grutas e muitas praias e lagoas.

Os casinos também são um charme por lá. O país é reconhecido mundialmente por ser referência no mundo dos jogos, principalmente os online – que cresceram muito devido a pandemia da COVID-19. Não há quem vai lá e não dá uma passadinha em algum dos milhares de cassinos espalhados pela ilha.

iGaming: o boom dos jogos online nos últimos anos

Devido à pandemia da COVID-19, o turismo na ilha caiu consideravelmente. Assim, as visitas aos cassinos malteses também foram prejudicadas. Felizmente, o mundo digital se fortaleceu e encantou ainda mais jogadores de todos os lugares do mundo.

Entre os principais setores da economia de Malta, podemos dizer que a indústria de iGaming está entre os maiores de todos. O país já é referência mundial no setor de jogos online. Afinal, um dos maiores órgãos regulamentadores dos jogos de azar é Malta Gaming Authority (MGA), sem mencionar grandes empresas do ramo que possuem suas sedes por lá, como a NetEnt, por exemplo.

Em 2020, os jogos online apresentaram um aumento de mais de 15% em relação ao ano anterior, atingindo 924 milhões de euros em receita de Valor Agregado Bruto (VAB). Sem dúvidas, os cassinos online estão entre os principais setores econômicos de Malta, representando cerca de 13,2% do PIB maltês.

Conheça alguns dos cassinos online que são regulamentados e licenciados por Malta Gaming Authority (MGA):

  • PokerStars Casino
  • Betano Casino
  • Betsson Casino
  • LeoVegas Casino
  • Betfair Casino

Economia de Malta em 2022

O arquipélago de Malta apresenta uma incrível vantagem na política fiscal para empresas estrangeiras, o que atrai investidores de todos os lugares do mundo para o país. A ilha é conhecida como o “paraíso fiscal”, onde as taxas de imposto são consideravelmente baixas.

Além disso, o turismo e a indústria de iGaming também colaboram diretamente para o crescimento econômico de Malta nos últimos anos. Embora o setor de turismo tenha sido fortemente afetado diante da pandemia do coronavírus, tem-se esperança de que a ilha vai se recuperar muito bem e voltar a ser o principal destino de muitos viajantes.

Atualmente, a ilha de Malta conta com um pouco mais de 500 mil residentes, os quais estão distribuídos em 315,4 quilômetros quadrados. O salário-mínimo é de, aproximadamente, 182 euros semanais – uma média de 1600 euros por mês. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,895 – o que é considerado alto. Além disso, o PIB em 2021 estava em 14,53 milhões de euros.

A tendência para a economia de Malta em 2022 é que ela volte a crescer – o turismo vai ser retomado aos poucos e a indústria de iGaming deve continuar crescendo ao redor do mundo.

Recent posts

Menu

Pages